O teatro no resgate de histórias locais

A proposta consiste em coletar histórias "de afeto" de moradores da região do Córrego do Feijão e áreas atingidas pelo rompimento da barragem. Em seguida montaremos, com estudantes da Escola do Córrego do Feijão, um evento de contação de histórias, com as histórias “de afeto” permeando a narrativa. O trabalho será apresentado no lugarejo e distritos próximos, como Casa Branca e Piedade do Paraopeba, assim como na cidade de Brumadinho.

O projeto também prevê a criação de um grupo de teatro para que os jovens possam se expressar através do teatro, possam falar de suas vivências e angústias, assim como conhecer outras modalidades de expressão.

O recurso financeiro será usado para o custeio do transporte e ajuda de custo de dois estudantes do curso de graduação em Teatro da Universidade Federal de Minas Gerais, e para a compra de tecidos e objetos cênicos, como chapéus e sombrinhas para as apresentações das histórias.

Quem é o proponente
Ricardo Carvalho de Figueiredo é professor adjunto da Universidade Federal de Minas Gerais no curso de graduação em Teatro e na Pós-Graduação em Artes da Escola de Belas Artes. Reside em Casa Branca, distrito de Brumadinho, que fica a 11 km do local onde foi rompida a barragem. Trabalha especificamente com formação de professores de teatro que atuam na educação básica e no ensino não formal. Coordena projetos de extensão com a comunidade e em escolas, e tem especial interesse em se aproximar da comunidade atingida.

Valor do aporte
R$2.396,00

O que mais precisa além do dinheiro
No apoio institucional junto a UFMG para parceria entre as instituições. Com a Prefeitura Municipal de Brumadinho e a Secretaria de Educação, que dará maior credibilidade ao projeto. Se for possível, nos auxiliar com a tradução, para a língua inglesa, de artigo científico que escreveremos sobre a proposta realizada.

Ֆինանսավորված Brumadinho կողմից (January 2020)