¡Impresionante dondequiera!

Congo, the Democratic Republic of the

Bukavu

United Arab Emirates

Dubai

United States

Alamance County, NC

Alaska

Ann Arbor, MI

Asheville, NC

Atlanta, GA

Austin, TX

Baltimore, MD

Bend, OR

Birmingham, AL

Boston, MA

Boulder, CO

Buffalo, NY

Cass Clay

Chicago, IL

Detroit, MI

Gloucester, MA

Indianapolis, IN

LA South Bay, CA

Los Angeles, CA

Louisville, KY

Madison, WI

Miami, FL

New York City, NY

North Minneapolis, MN

Northampton, MA

Northern Virginia (NOVA)

Oahu, HI

Oakland, CA

Oklahoma City, OK

Orlando, FL

Philadelphia, PA

Piqua, OH

Pittsburgh, PA

Plano, TX

Port Washington, NY

Portland, OR

Poughkeepsie, NY

Raleigh-Durham, NC

Rockport, MA

San Antonio, TX

San Francisco, CA

San Jose, CA

Santa Fe, NM

Seattle, WA

South Bend, IN

Tallahassee, FL

Twin Cities, MN

Washington, DC

Youngstown, OH

Projeto Amorcão

O Projeto Amorcão é um projeto de incentivo a adoção de cães vira-latas e um esforço de conscientização dessa causa através do trabalho de identidade visual.

Em Belo Horizonte, alguns esforços por parte da prefeitura e de ONGs de proteção animal são feitos na tentativa de aliviar as questões de saúde pública, mas não são suficientes. Por outro lado,o esforço em incentivar a adoção de animais abandonados ainda é muito recente e feito por instituições sem muitos recursos financeiros e sem suporte para divulgação do trabalho feito. Apesar de se tratar de entidades que promovem o bem estar de outros seres vivos que não sejam diretamente os humanos, o retorno é para toda a sociedade.Sendo assim,esse projeto procura aliar o conhecimento do design, que possui a capacidade em aliar as questões racionais e emocionais, para reestruturar e pensar de forma criativa as restrições e problemas acerca do assunto da adoção de cachorros e guarda responsável. Então, como foi feito?

Através de pesquisas e coletas de dados, percebi que, para essas ONGs se promoverem e se manterem financeiramente, uma alternativa é doação (que é mais difícil), ou venda de alguns produtos. No entanto, ainda foi observado que esses produtos são extremamente simples, na maioria das vezes não são graficamente explorados e não geram um desejo de compra. O público são aquelas pessoas que já são, de certa forma, sensíveis à causa, que não se importam em comprar algo que não vão usar de fato, desde que estejam ajudando uma instituição de proteção animal.Dessa forma, foi criada uma linguagem gráfica capaz de refletir os valores dos animais de rua, gerando um valor estético e emocional. A ideia é transferir esse conceito para alguns produtos que passariam a ter valor mercadológico, atendendo as necessidades das ONGs de proteção animal de forma efetiva, através da venda dos produtos que chamem atenção das pessoas para o consumo consciente e, assim,aumentar as chances de adoção.

Fondos becados por Minas Gerais (May 2016)